Figueira da Foz

Sol e mar com abundância. Eis o que pode encontrar na Figueira da Foz. Nesta cidade da foz do Mondego, situada a 40 quilómetros de Coimbra, as extensas praias de areia branca e macia convidam a férias tão repousantes quanto divertidas.

Sol e mar com abundância. Eis o que pode encontrar na Figueira da Foz. Nesta cidade da foz do Mondego, situada a 40 quilómetros de Coimbra, as extensas praias de areia branca e macia convidam a férias tão repousantes quanto divertidas.

Venha descobrir uma mistura única entre a autenticidade de um porto de pesca e o cosmopolitismo herdado da Belle Epoque, quando a estância balnear da Figueira da Foz era a mais frequentada de Portugal.

À noite

Mas nem só de dias de praia se vive por aqui. Se a beira-mar é um ex-libris da cidade, há outro que não lhe deve nada em popularidade: o Casino da Figueira da Foz. A sua inauguração nos finais do século XIX, ainda como Theatro-Circo Saraiva de Carvalho, marcou a Figueira com o carácter cosmopolita que não mais a abandonou. Actualmente, oferece espectáculos diários, salas de jogos, bares e restaurantes de cozinha tradicional portuguesa, continuando a ser um dos grandes centros de entretenimento da noite da Figueira da Foz, a par de uma panóplia de bares, discotecas e esplanadas que a pontuam. Se prefere noites mais calmas, experimente um longo passeio pela marginal.

O Bairro Novo

Percorrer a Figueira é passar obrigatoriamente pelo bairro que, na década de sessenta do século XIX, ali foi construído de frente para o mar inspirando-se nalgumas estâncias balneares francesas. O “Bairro Novo” era a reacção da cidade à enorme afluência de veraneantes que chegavam à Figueira da Foz, e ali se edificaram algumas das mais belas casas da transição do século, nas quais não é raro encontrar elementos Arte Nova e Art Deco.

Exemplo disso mesmo é o Palácio Sotto Mayor, um dos emblemáticos edifícios do bairro, cuja arquitectura de imponente elegância deixa antever a riqueza das salas interiores. Sendo actualmente um espaço cultural, o Palácio Sotto Mayor serve de palco a exposições, concertos, eventos de moda, palestras, reuniões e conferências, para além de desempenhar funções museológicas.

A história e a cultura

Apreciar o património histórico da Figueira da Foz é também mote para conhecer a cidade. Comece por uma visita ao Museu Municipal Dr. Santos Rocha, onde poderá admirar um vasto espólio de arqueologia, etnografia africana e oriental, numismática, pintura, escultura, cerâmica e mobiliário. Passe, depois, pela Casa do Paço, que o vai deslumbrar com a sua colecção de azulejos. Faça um périplo pelas igrejas locais, admirando a pintura do Convento de Santo António, o núcleo de arte sacra da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco ou o retábulo de pedra quinhentista da Igreja de São Julião, a mais antiga da cidade. Visite ainda o Núcleo Museológico do Mar, que guarda as memórias das comunidades piscatórias locais, o Paço de Maiorca ou o Forte de Santa Catarina e a sua capelinha, que constituem pontos quase obrigatórios dos percursos pela cidade.

E se quer conhecer bem a Figueira da Foz, não deixe também de visitar:

  • A ponte Edgar Cardoso, situada em frente à Esplanada Silva Guimarães, junto à Praia da Claridade
  • O sistema de lagoas dulçaquícolas de Quiaios, Bom Sucesso e Tocha
  • A Torre do Relógio
  • O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz
  • O Parque das Abadias
  • A Igreja da Misericórdia e a Fortaleza de Buarcos
  • O Mosteiro beneditino de Seiça
Return to the top