O Museu da Ciência da Universidade de Coimbra é um museu interactivo que pretende proporcionar aos visitantes de todas as idades um ambiente de entretenimento para, assim, descobrir a ciência. 

O Museu apresenta as colecções da Universidade de objectos científicos e de instrumentos, assim como diversas exposições interessantes e experiências hands-on. O Museu organiza inúmeras actividades. A suas exposições temporárias, as visitas guiadas, os workshops e as reuniões informais tornaram-se muito conhecidos e populares entre o público.

Laboratorio Chimico
A reclassificação do Laboratorio Chimico, um edifício único que é um marco na história da Química, é o primeiro passado de um projecto que visa tornar-se um centro crucial da promoção da ciência e da museologia científica em Portugal.

O Laboratório Químico da Universidade de Coimbra é, em si mesmo, um objecto excepcional do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra. O seu valor histórico, científico e cultural supera muitíssimo a química como disciplina, uma vez que documenta o iluminismo e a revolução científica das ideais nos finais do séc. XVIII em Portugal, tendo sido parte integrante dos momentos mais dramáticos da guerra peninsular, no dealbar do séc. XIX.

O Laboratório Químico foi criado e erigido como parte da transformação da Universidade de Coimbra para adoptar as ideias do iluminismo com a introdução da ciência experimental e as ciências naturais no ensino e na investigação em Portugal. Esta transformação foi conduzida pelo Primeiro Ministro Marquês de Pombal, alguns anos depois da renovação do centro de Lisboa, na sequência do terramoto 1755.

O Laboratório Químico é a manifestação do novo pensamento racional na Europa que, de de certa forma, se relaciona com o desastre de Lisboa: um desastre natural que carece de ser explicado através do entendimento racional do mundo natural.

O Laboratório Químico da Universidade de Coimbra, datado de 1755, segue o mais recente conhecimento da química na actualidade e estrutura e os instrumentos que conservamos em exposição permanente ilustram de uma forma empolgada e notável como se fazia ciência nos laboratórios no final do iluminismo. O Laboratório Químico também ilustra as transformações sofridas pela investigação química desde os contributos de Lavoisier, nas colecções e nas adaptações no edifício.

As colecções
As colecções científicas da Universidade de Coimbra são as mais antigas e as mais importantes em Portugal. A grande maioria das peças datam da Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra que decorreu no último quartel do séc. XVIII, estabelecendo a base do ensino moderno e da pesquisa científica em Portugal.

A reforma realizada pelo Marquês de Pombal levou à criação de novas Faculdades, incluindo as faculdades de Filosofia e Matemática, bem como à reconstrução dos edifícios jesuítas para criar novas equipamentos adequados ao ensino científico. Assim se criou o primeiro museu universitário português, o Gabinete de História Natural, situada no Colégio de Jesus, assim como o Gabinete de Física, o Teatro Astronómico e o Dispensário Farmacêutio. O Laboratório Químico, o Observatório Astronómico e o Jardim Botânico foram também criados noutros locais.

O edifício
O edifício consiste num fantástico exemplo da arquitectura neoclássica em Portugal e da arquitectura de edifícios científicos, especialmente laboratórios, que são edifícios muito especializados.

A renovação do edifício esteve a cargo dos arquitectos João Mendes Ribeiro, Carla Antunes e Desiré Pedro. Este projecto foi agraciado com o Prémio de Arquitectura, atribuído pela International Association of Art Critics.

Horário de funcionamento 
De terça a domingo: 10:00 – 18:00
Encerra às segundas

Laboratorio Chimico, Largo Marquês de Pombal • 3000-272 Coimbra

+351 239 854 350

+351 239 854 359