Um emaranhado de ruas estreitas ladeadas por casas típicas em xisto conduzem ao forno comunitário, onde ainda se coze o pão.

As antigas gerações faziam deste lugar um ponto de encontro, tal como o era a fonte onde todos recolhiam água. Hoje, Figueira continua a reger-se pelos ritmos da vida rural. O moinho e a eira, o gado que passa lentamente, as hortas e o transporte de feno em carroças fazem da aldeia um lugar intemporal onde as pessoas se relacionam como uma pequena família. À saída, um caminho conduz a uma ponte filipina e a um lagar de azeite. E em contraponto com esta ruralidade, bem próximos estão a praia fluvial da Fróia e o Centro de Pára-quedismo das Moitas, locais igualmente capazes de proporcionar dias bem passados.